Florence – Italy

flo.t (4 of 50)

Florença, o berço do Renascimento, é uma pequena grande cidade que transborda história e arte. Viajar pela região da Toscana pode ser uma tarefa complicada na hora de escolher as cidades para visitar. A vontade que dá é de visitar tudo de uma vez, nem que para isso tenhamos que nos virar em mil, mas muitas vezes visitar muitos lugares em poucos dias pode transformar as férias, que deve ser algo relaxante, em um trabalho exaustivo. Portanto, quando for a Florença lembre de reservar no mínimo dois dias na cidade. Há muito o que ver e descobrir por lá.

Conhecemos as principais atrações da cidade caminhando. E dessa vez não seguimos nenhum roteiro. Apenas íamos entrando nos lugares que nos interessava aprendendo e descobrindo tudo enquanto estávamos lá. Funcionou muito bem.

Fizemos a nossa caminhada de praxe começando pela praça mais antiga da cidade, Piazza della Repubblica. Bem movimentada, é um ponto central para os turistas, rodeada de lojas de grife, cafés e restaurantes. Lá também se encontra o Carrossel e a construção do século XIX, Arco do Triunfo. Pela mesma região central de Florença está o Palazzo Strozzi, uma autêntica obra de arquitetura renascentista, hoje funcionando como uma galeria de arte contemporânea. Na Piazza della Signoria está situado o Palazzo Vecchio, um museu que expõe obras de Agnolo Bronzino, Miguel Ângelo, Buonarroti, entre outros.

As Igrejas estão integradas ao centro histórico da cidade, todas muito próximas umas das outras, o que facilita bastante o tour turístico. A Catedral de Santa Maria del Fiore não passa despercebida pelo seu estilo gótico renascentista, feita pelo arquiteto Filippo Brunelleschi. Assim também como a Igreja de San Lorenzo, hoje, classificada como Patrimônio Mundial pela Unesco. Na praça do Duomo estão o Batistério e a Torre de Giotto, de onde é possível contemplar uma bela vista da cidade.

Pode-se dizer que Florença é uma cidade pequena e grande ao mesmo tempo. Uma simples mistura de calmaria com a agitação cosmopolita que amamos.


Florence, the cradle of the Renaissance, is a small big city that oozes history and art. Traveling through the region of Tuscany can be a tricky task in choosing the cities to visit. The will is to visit all at once, but often visiting many places in a few days can turn the vacation, which should be something relaxing in a thorough job. Therefore, when booking your trip to Tuscany, remember to reserve at least two days in Florence. There is plenty to see and discover there.

We discovered the main attractions of the city by walking. And this time we didn’t follow any script. We were just entering the places that we found interested and learning everything while we were there. It worked very well.

We started our usual walking tour with the oldest town square, Piazza della Repubblica. Its a central point for tourists, surrounded by designer shops, cafes and restaurants. There is also the carousel and the construction of the nineteenth century, the Arc de Triomphe. In the same central Florence’s area, you can find the Palazzo Strozzi, an authentic work of Renaissance architecture, now working as a contemporary art gallery. In the Piazza della Signoria there is the Palazzo Vecchio, a museum that exhibits works by Bronzino, Michelangelo, among others.

The churches are integrated into the historical center of the city, all very close to each other, which greatly facilitates the tourist tour. The Cathedral of Santa Maria del Fiore does not go unnoticed by its Renaissance Gothic style, made by the architect Filippo Brunelleschi. So as the Church of San Lorenzo, now classified as World Heritage by UNESCO. In Duomo square are the Baptistery and Giotto’s Tower. From where you can admire a beautiful view of the city.

It can be said that Florence is a small and large town. It is a simple mix of calm with the cosmopolitan bustle we love.

flo.t (47 of 50)

flo.t (48 of 50)

flo.t (31 of 50)

flo.t (16 of 50)

flo.t (19 of 50)

flo.t (24 of 50) flo.t (30 of 50)

flo.t (21 of 50)

flo.t (25 of 50)

flo.t (26 of 50)

flo.t (9 of 50)

Where to stay – VILLA TOLOMEI

O Hotel & Resort Villa Tolomei está localizado no belo cenário de 10 minutos de carro do centro da cidade. Uma ótima opção para aqueles que, assim como eu, gostam de ficar centralizados, mas sem o agito e a bagunça do centro da cidade. Os quartos são espaçosos e muito bem organizados. A piscina tem uma vista mais que privilegiada e tem o silencio e a calmaria ideal para quem quer relaxar.

A vista do hotel é deslumbrante, em uma propriedade espetacular, no topo de uma montanha. O visual lá de cima é de tirar o fôlego, independente do ângulo.


The Villa Tolomei Hotel & Resort is located in the beautiful 10 -minute drive from the city center. A great choice for those who like to be centralized but without the hustle and the mess of the city center. The rooms are spacious and very well organized. The pool has a view over privileged and have the silence and calm ideal for those who want to relax.

The view from the hotel is stunning, in a spectacular property on top of a mountain. The view from up there is breathtaking, regardless of the angle.

flo.t (13 of 50)

flo.t (10 of 50)

flo.t (1 of 50)

flo.t (2 of 50)

flo.t (3 of 50)

Where to eat – IRENE FIRENZE

Tradicionalmente os italianos nunca entrariam em um restaurante para comer. Existe uma forte expressão urbana que diz: “dove si dorme non si mangia”. O Irene bistrô veio definitivamente para desmascarar essa lenda de que onde você dorme, não se come bem.

Localizado numa área muito privilegiada, o bistrô faz parte do Hotel Savoy, mas vai totalmente ao contrario do que se espera de um restaurante de um Hotel. O Irene tem uma atmosfera leve, carrega uma vibe elegante dos anos 50 e um respiro de modernidade na medida certa.

No menu estão os mais deliciosos pratos tradicionais da região. Todos carregando o típico método toscano “agrodolce”, a perfeita mistura de doce e salgado. É um lugar extremamente acolhedor, você pode ir para comer uma deliciosa pasta italiana, risoto, salada, como também pode simplesmente ir para tomar um café e passar o tempo.

Minha sugestão para quem planeja férias na cidade é um delicioso almoço no Irene Firenze. Esta foi, sem dúvidas, uma das melhores experiências que tivemos nessa viagem.


Traditionally Italians would never go to a hotel to eat. There is a strong urban expression that says “dove si dorme non si mangia”. The Irene bistro definitely came to debunk this myth that where you sleep, you don’t eat well.

Located in a privileged area, the bistro is part of the Hotel Savoy, but will totally go contrary to what you expect from a restaurant of a hotel. Irene has a light atmosphere, carries an elegant vibe of the 50s and modernity vent just right.

On the menu, there are the most delicious traditional dishes of the region. All carrying the typical Tuscan method “agrodolce” witch is the perfect blend of sweet and salty. It is a very welcoming place, you can go there to eat a delicious Italian pasta, risotto, salad, but you can also just go for a coffee and hanging out.

My suggestion for those planning a vacation in Florence is a delicious lunch at Bistro Irene. It was undoubtedly one of the best experiences we had on this trip.


flo.t (32 of 50)

flo.t (44 of 50)

flo.t (35 of 50)

flo.t (36 of 50)

flo.t (39 of 50)

flo.t (43 of 50)

flo.t (41 of 50)

flo.t (46 of 50)

2 thoughts on “Florence – Italy

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>